Rádios comunicadores digitais e suas funções

HomeGrupo CDCRádios comunicadores digitais e suas funções
Post Image

A sua empresa já adota o uso de rádios comunicadores ou está pensando em começar a utilizar? O rádio comunicador é uma ferramenta muito útil e prática para se comunicar com os seus funcionários e é utilizado em diversos ramos e atividades. Ele possui um custo consideravelmente mais baixo se comparado com outras opções e tecnologias e apresenta um manuseio simples e intuitivo.

Uma das principais vantagens desse aparelho é que não há dependência de operadoras móveis para a sua utilização. Veja a seguir alguns dos setores que utilizam bastante esse tipo de equipamento:

  • Logística;
  • Transporte público;
  • Segurança pública e patrimonial;
  • Shopping centers;
  • Feiras e espaços de exposição;
  • Shows e eventos culturais;
  • Área da saúde;
  • Pecuária e agronegócio;
  • Hotelaria;
  • Etc.

O que é um rádio comunicador

Esse dispositivo é um transceptor de rádio de dois pontos, ou seja, ele transmite informações por meio de ondas de rádio, de forma rápida e eficaz entre os colaboradores da empresa. É um aparelho manual e portátil.

Inicialmente, foi muito utilizado durantes as duas Guerras Mundiais, devido a eficiência e praticidade, e logo tomou o mundo, dentro de empresas e indústrias. Esteticamente, ele parece muito um telefone comum, com antena e um botão lateral conhecido como chamado “Push-to-Talk” (Aperte-para-falar). Para utilizar o aparelho, o usuário deve pressionar esse botão para falar, ao mesmo tempo que o outro escuta a mensagem. Dessa forma, somente uma pessoa pode falar por vez.

Quais os tipos de rádio comunicador?

No decorrer dos anos, os rádios comunicadores passaram por diversas mudanças e novas tecnologias surgiram. É possível encontrar no mercado esse dispositivo em duas versões, com tecnologias operacionais diferentes:

Rádio Analógico

Os rádios analógicos profissionais se diferem dos rádios amadores. Os rádios amadores possuem canais e frequências abertas, não restringindo os usuários que o utilizarão, portanto inseguros. Os rádio profissionais analógicos possuem frequências privadas e licenciadas na ANATEL, porém utilizam um meio transmissão digital ultrapassado, que ocupa maior banda de rádio frequência, tem qualidade de áudio menor e nenhuma função extra de dados.

Especificações técnicas do Rádio Analógico:

  • 16 Canais;
  • Rastreamento de dupla prioridade;
  • Sistema Transponder de Alcance Automático;
  • Transmissão ativada por voz (VOX) integrada, ou seja, você pode ouvir ou transmitir sem usar as mãos;
  • Programação de Tons;
  • Inibição seletiva de rádio;
  • PTT-ID e codinome (transmissão/recepção).
  • Desvantagens técnicas do Rádio Analógico:
  • Modo de transmissão ultrapassado;
  • Qualidade de voz inferior;
  • Maior ocupação do espectro de rádio;
  • Necessidade de maior investimento em infra estrutura quando o cliente necessita de vários canais;
  • Impossível agregar funções extra (dados), ficando restrito a comunicação de voz;

Rádio Digital

Mais moderno que os modelos analógicos, o rádio digital possui um maior número de funções, além de se tratar de um modelo mais seguro e confiável. Ele possui algumas funções de destaque, como:

  • Transmissão de dados;
  • Rastreamento por meio de GPS (Global Positioning System);
  • Telemetria (sistema utilizado para realizar a medição remota da comunicação);
  • Qualidade de transmissão de voz de maior qualidade;
  • Alcance maior de transmissão (mantém a voz clara e inteligível em qualquer ponto da área de cobertura);
  • Capacidade maior (dois canais independentes em um canal de 12,5 KHz), o que resulta em menor investimento em infraestrutura quando o cliente precisa de vários canais;
  • Permite um número maior de usuários em um único canal;
  • Canais criptografados, que impedem invasão de terceiros e aumenta o nível de segurança;
  • Bateria com maior durabilidade (40% a mais do que os rádios analógicos).

O que é PTT ID (Push-to-talk ID)

Esse termo é utilizado para identificar o rádio transmissor da mensagem, como uma identificação de número dos telefones convencionais. Esse recurso torna possível identificar o usuário responsável pela transmissão.

Tipos de Chamadas

Chamada Individual: chamadas direcionadas a um usuário específico.

Chamada para Grupo: Chamada realizada para todos os usuários com a mesma identificação de grupo e canal.

Chamada de grupo privativa: chamada feita para um grupo específico, sendo que o usuário que realiza a chamada é identificado pelo nome do grupo.

Chamada de alerta: enviar uma notificação para que o receptor responda ao transmissor.

Mensagens de texto: alguns aparelhos apresentam algumas opções de mensagem de texto que aparecerá na tela do receptor. Em alguns casos é possível digitar a mensagem, dependendo do modelo.

Como escolher um rádio comunicador?

Para que você opte pelo melhor rádio para o seu negócio, é preciso considerar alguns aspectos muito importantes em consideração:

Bateria: é importante optar por rádios com um desempenho maior de bateria e carregamento rápido para atividades que irão necessitar de uma comunicação constante, como segurança pública e particular, monitoramento de shows e exposições etc. Se o uso for mais esporádico, esse não é um critério primordial, vai depender do seu negócio e necessidade.

Microfone: procure se informar sobre a qualidade do microfone do aparelho. Isso vai garantir uma comunicação limpa, sem ruídos e sem a necessidade de repetições constantes, pois o receptor da mensagem vai entender o que foi passado imediatamente.

Antena: a antena do aparelho muda de acordo com o modelo, e isso pode interferir no decorrer do uso. Algumas antenas são ótimas para alguns casos e péssimas para outros. Se informe previamente e realize testes.

Suporte: para evitar problemas futuros e ficar na mão com defeitos e problemas técnicos, se informe antes sobre como a marca ou fornecedor realiza o suporte dos aparelhos. O pós-venda é um aspecto muito importante do seu processo de escolha.

Fones de ouvido: para evitar que as mensagens transmitidas sejam ouvidas por todos ao redor, alguns aparelhos contam com um fone de ouvido. Isso tornará a utilização mais discreta e segura, principalmente para aqueles que atuam na área da segurança.

Qual o preço de um rádio comunicador?

Isso vai depender do tipo de rádio escolhido, a quantidade de funções que ele possui, a marca etc. Isso quer dizer que: quanto maior for a qualidade e as funções que o aparelho possuir, mais caro será o produto.

O mercado atual é bem competitivo, ou seja, é possível encontrar aparelhos de muitas marcas e modelos diferentes. Tenha muita atenção ao seu processo de escolha, principalmente para compras em quantidade. Evite frustrações futuras.

É possível alugar os aparelhos?

Para aqueles que não puderem comprar os rádios comunicadores ou preferirem alugar os dispositivos, é possível sim. E esse tipo de prática possui vários benefícios, uma vez que a manutenção, controle, depreciação, não serão responsabilidade da sua empresa e sim da prestadora do serviço. Além disso, o custo é consideravelmente inferior ao investimento necessário para a compra dos aparelhos. Veja a seguir algumas vantagens dessa prática.

  • Menor custo e investimento mais baixo;
  • Suporte técnico fornecido pela empresa prestadores;
  • Os melhores aparelhos à disposição;
  • Substituição imediata de aparelhos em caso de danos ou problemas técnicos;
  • Vários tipos de contratos (podendo ser muito flexíveis de acordo com a necessidade da empresa contratante);
  • Treinamento oferecido pela empresa.

Para decidir qual a melhor opção para a sua empresa, é preciso realizar um planejamento e análise do orçamento disponível para esses aparelhos, além de entender bem qual o custo-benefício de cada uma dessas opções. A locação é muito vantajosa, mas é importante lembrar que, ao efetuar a compra dos rádios comunicadores, eles passam a fazer parte dos ativos da empresa.

Outras características importantes

– Tecnologia IP 57: determina se o aparelho compre com os padrões militares americanos nas especificações de submergibilidade e durabilidade.

– Inteligibilidade: Oferece conversações com voz mais nítida e com maior alcance, se comparados aos rádios analógicos atuais.

– Emergência digital: acionamento de sistema de emergência através de um botão, podendo ser diferenciada de acordo com a necessidade.

– Encriptação: garante a segurança e a privacidade de voz e dados, sem risco de interceptação externa.

– Comunicação limpa: dentro da área de cobertura, os rádios digitais possuem comunicação limpa e de qualidade. Nos analógicos essa qualidade se perde conforme distância aumenta.