Qual a diferença entre comunicação analógica e digital?

HomeCDC LabsQual a diferença entre comunicação analógica e digital?
Post Image

Com o avanço da tecnologia, o mundo se viu inteiramente dependente de ferramentas digitais, abandonando máquinas que antes eram úteis, mas que rapidamente se tornaram datadas.

Quando falamos especificamente de radiocomunicação, ainda é possível encontrar ambos os estilos: sistemas analógicos e digitais. Mas sabemos, de fato, qual a diferença entre eles?

Além de explicar o que difere o analógico do digital na rádio comunicação, vamos enumerar algumas vantagens de ambos, para ampliar o entendimento dos termos.

Sinal analógico de rádio comunicação

O rádio analógico, por muitos anos, foi a nossa única opção e durante um bom tempo deu conta do recado. Porém, com o avanço da tecnologia, novas demandas foram surgindo, fazendo esse estilo se tornar insuficiente.

Esse tipo de sistema de som conta com transmissão de ondas eletromagnéticas. Assim, o áudio é modulado diretamente em FM (Frequência Modulada) ou AM (Amplitude Modulada).

O sinal analógico é definitivamente mais simples. Por exemplo, esse sistema só permite a comunicação entre aparelhos do mesmo tipo (ou seja, entre analógico e analógico) e trafega apenas voz, não dando margem a inclusão de funções e serviços para o rádio.

E é essa simplicidade que denuncia a insuficiência do modelo. Não à toa, muitas companhias que dependem da radiocomunicação estão realizando a migração do sistema analógico para o digital – que também será obrigatória daqui a uns anos, uma vez que a Agência Nacional de Telecomunicações revogou licenças de rádios analógicas no Brasil.

Sinal digital de rádio comunicação

Assim como em muitas áreas da comunicação, a tecnologia veio para aprimorar técnicas já existentes. Com a rádio comunicação não foi diferente.

Esse sistema, como o nome já diz, funciona a partir de um sinal digital. Uma das grandes vantagens desse estilo é que ele permite muito mais do que troca de mensagens de voz. É possível transmitir texto, sinais de GPS e diversas outras opções, que se adaptam a realidade de cada empresa.

Além disso, a tecnologia digital reduzo o uso do espectro de frequência e tem o dobro da capacidade se comprado ao analógico, já que um repetidor consegue fornecer dois canais de transmissão de forma simultânea.

Outra vantagem é quando falamos no tempo de vida da bateria de cada aparelho. O sistema digital consome muito menos bateria do que o analógico, permitindo um tempo de uso estendido.

Por fim, a capacidade de transmissão digital é bem maior, autorizando troca de mensagens mesmo à longas distâncias. Além disso, o sistema permite um monitoramento remoto – ou seja, não é preciso estar perto de um técnico para que ele entenda os problemas do aparelho.

Sinal analógico e digital: qual é o melhor?

Acaba sendo evidente que o sinal digital possui muitas vantagens sobre o analógico. E, como falamos anteriormente, a impossibilidade de renovação de licenças do segundo tipo faz o futuro seja cada vez mais dominado pelo digital.

Portanto, como foram apresentados, os benefícios que podem ser alcançados com um sistema mais tecnológico são:

– Transmissão de diversos tipos de dados (não só voz);

– Chamadas simultâneas, com mais usuários;

– Qualidade excepcional do som, evitando ruídos e problemas na comunicação;

– Bateria com duração prolongada;

– Capacidade de transmissão e área de cobertura maior;

– Monitoramento e verificação do aparelho de modo remoto.

Acha que você e o seu negócio podem se beneficiar do sistema digital de rádio comunicação? Entre em contato conosco e descubra como podemos ajudar você.