Quando usar VHF e UHF?

HomeGrupo CDCQuando usar VHF e UHF?
Post Image

No mundo dos radiocomunicadores existem alguns conceitos e siglas que são muito importantes para quem quer aproveitar ao máximo as possibilidades e para quem quer fazer as melhores escolhas na hora de implementar essa melhoria na sua organização.

Dois conceitos que precisam estar bem esclarecidos são o VHF e o UHF, que são coisas diferentes e, portanto, possuem indicações distintas. Conhecer o que os diferencia será vital para que a solução adotada se adeque perfeitamente ao uso que será feito da radiocomunicação.

A principal distinção entre eles é a frequência com a qual cada um opera. Isso tem implicações nas distâncias alcançadas, no quão eles conseguem penetrar espaços sólidos e, consequentemente, para qual situação cada um é indicado.

Vamos entender melhor o VHF e o UHF, mas, antes, que tal lembrar o que é a radiocomunicação? Ela representa um grande avanço e uma peça chave para o aumento da produtividade em diversos ramos da sociedade.

Você sabe o que é a radiocomunicação?

De maneira bem simplificada, o sistema de radiocomunicação é aquele que propicia a transmissão de voz, que viaja através de ondas eletromagnéticas de maior ou menor amplitude de frequência.

É importante ressaltar que é possível realizar a comunicação nos dois sentidos. Ou seja, o sistema que emite a informação também consegue captar as ondas enviadas por outro.

A radiocomunicação é muito importante para o setor corporativo, por exemplo. Ela pode tornar a operação muito mais eficiente e prática, aumentando a produtividade e a assertividade no dia-a-dia das empresas.

Já conversamos em detalhes sobre o que é a radiocomunicação, sobre as vantagens de implementá-la na sua organização e sobre como ela funciona, tudo isso em nosso blog. Basta clicar aqui para ler.

Agora sim, vamos conversar sobre as principais diferenças e indicações do sistema de radiocomunicação UHF e o VHF.

O que é UHF?

A sigla UHF significa “Ultra High Frequency”, que traduzido livremente para o português significa “Frequência Ultra Alta”.

Esse sistema utiliza frequências que estão inseridas na amplitude de 300 MHz até 3 GHz e é utilizado, principalmente, pelas emissoras de televisão para transmitir suas programações.

A faixa de frequência na qual o UHF opera é recomendado para regiões urbanas e com muitos prédios e construções. Isso é justificado pela maior capacidade que possui de transmitir informação através de espaços sólidos como paredes.

E o que é o VHF?

A sigla VHF significa “Very High Frequency”, que traduzido livremente para o português fica “Frequência Muito Alta”.

Diferentemente do UHF, cuja amplitude de operação começa em 300 MHz, o VHF trabalha com valores muito menores. A faixa de radiofrequência nesse caso começa em 30 MHz e vai até 300 MHz. Se as emissoras de TV utilizam o UHF, as emissoras de rádio em FM, por sua vez, utilizam o VHF para operar.

Porém, não são apenas as rádios que utilizam as frequências do VHF. Os aparelhos de comunicação de navios, submarinos, e os radioamadores também usam essas frequências mais baixas.

A recomendação para o VHF é regiões menos povoadas, com menos prédios e construções, justamente pela limitação que as frequências mais baixas impõe quando se trata de penetração em espaços sólidos.

Qual devo escolher?

Primeiro precisamos deixar claro que existem equipamentos que utilizam os dois sistemas, tendo um aparelho emitindo e recebendo as ondas (de maior ou menor frequência, como vimos acima) e um outro da mesma maneira.

Alguns aspectos precisam ser levados em conta na hora de optar entre o UHF e o VHF. O mais importante deles é a região na qual a comunicação via rádio se dará.

Para cidades grandes, com muitas construções e obstáculos, o UHF se mostra muito mais eficiente. Ele emite ondas que conseguem vencer obstáculos com maior eficiência que as ondas de baixa frequência do VHF, característica muito importante nesses locais com muitas barreiras para a transmissão.

Já o VHF é a melhor opção quando a comunicação se der em ambientes abertos, amplos e sem obstáculos. As ondas deste sistema irão conseguir alcançar grandes distâncias sem perder qualidade, porém não conseguem transpor obstáculos com eficiência.

Vale a pena considerar que existe um recurso que pode ser de grande ajuda para locais de maior altitude, como montanhas: os repetidores. Eles são um sistema automático que consegue transmitir o sinal recebido e, assim, aumentar o seu alcance e qualidade.

Quando não há o uso de repetidoras chamamos a radiocomunicação de “ponto a ponto”, com um rádio se comunicando com outro diretamente. Essa situação, entretanto, não tem o mesmo alcance daquele obtido com o esquema de repetições.

Fale conosco clicando aqui e nós poderemos te ajudar a implantar as melhores soluções em radiocomunicação, adequadas ao seu uso e suas necessidades.

Quais são as vantagens de cada um?

Caso você esteja em trânsito entre localidades, ambos os sistemas podem apresentar perda de qualidade do sinal, justamente por que os canais podem utilizar as mesmas frequências em lugares diferentes. Se for seu caso, uma boa solução é optar pelo UHF de frequência ágil.

O UHF tem uma vantagem importante em relação a quantidade de frequência disponível: ele suporta muito mais que o VHF. Por isso, é mais indicado para locais onde existem muitos equipamentos sem fio funcionando ao mesmo tempo, evitando que eles sofram interferência entre eles.

O custo é um aspecto que merece atenção. De modo geral, os sistemas UHF são mais caros que os sistemas VHF similares. Esse custo maior está relacionado com a necessidade de peças para operar em alta frequência, que são mais caras, além de mais complexas de serem fabricadas e em maior quantidade nos rádios transmissores.

Sobre a bateria, geralmente os transmissores sem fio VHF ganham no quesito autonomia quando comparados com os UHF.

Conheça nossas soluções em radiocomunicação

O Grupo CDC é pioneiro em planejamento, implementação e desenvolvimento de sistemas digitais de Comunicação Via Rádio Motorola Mototrbo. Implementamos mais de 100 sistemas digitais desde 2010 e recebemos duas premiações da Motorola em reconhecimento ao trabalho desenvolvido.

Essa expertise nos torna a melhor opção para resolver suas demandas de sistemas de radiocomunicação. Nossas soluções certamente vão atender às suas expectativas. Clique aqui e entre em contato conosco.