Quando preciso utilizar uma repetidora de sinal e quanto posso utilizar comunicação ponto a ponto?

HomeCDC LabsQuando preciso utilizar uma repetidora de sinal e quanto posso utilizar comunicação ponto a ponto?
Post Image

Desde a década de 1930, com a chegada da televisão aos lares, muito se falava sobre a decadência do rádio. No entanto, nós já no século 20 e ele ainda é utilizado em larga escala tanto para entretenimento quanto para a comunicação, mesmo com tantos outros adventos tecnológicos, como telefones smartphones e tablets.

A radiofrequência dos radiocomunicadores, difundidos entre amadores e profissionais, é um dos serviços mais utilizados mundialmente no que diz respeito à comunicação, em média, longa ou curta distância.

Cada vez mais modernos, estes aparelhos podem, além da realização de chamadas de voz em um ou mais canais, transmitir dados como geolocalização, por exemplo.

E mesmo com essa facilidade, durante o uso de comunicadores, não é raro que o usuário se depare com situações de “picotagem” na comunicação, mensagens incompletas ou até uma falta de sinal absoluta.

Apesar de algo comum para amadores, muitos ramos com equipamentos profissionais sofrem com isso, como é o caso se shoppings, hotéis e grandes empresas, por exemplo.

Atualmente, o uso desse produto se faz essencial ao dia a dia de uma empresa, principalmente quando em conjunto com softwares específicos, o que traz inúmeras soluções e efetividades. Entretanto, para tal, é necessário que o sinal seja chegue aos equipamentos da melhor maneira possível.

Repetidoras de sinal

Sendo uma das soluções para esse problema, a repetidora nada mais é que um sistema automático capaz de retransmitir sinais, instalada em locais de ALTA elevação, como:

– Montanhas;

– Picos;

– Montes.

Como no caso de microfones e amplificadores, que ampliam o som recebido, as repetidoras melhoram a capacidade e cobertura de comunicação, diminuindo ruídos e problemas de transmissão.

É, portanto, uma estação ou organização de equipamentos que traz uma cobertura de área muito maior do que sistemas localizados no solo, estabelecendo contato com estações muito distantes entre si. As repetidoras, além disso, são eficientes na transmissão quando de encontro com obstáculos naturais, superando-os facilmente.

Comunicação ponto a ponto

Comunicação ponto a ponto ou peer-to-peer, em inglês, por outro lado, é uma comunicação direta feita entre dois equipamentos de rádio e sem nenhuma repetidora de sinal.

Funciona, basicamente, interligando dois pontos entre si, permitindo, assim, que um rádio fale diretamente com o outro.

No tópico anterior desse texto você aprendeu que uma repetidora instalada em ponto estratégico, amplia a área de sinal do seu rádio.

Já utilizando a tecnologia em modo ponto a ponto, você tem uma redução de área de cobertura, uma ver que os rádios estão todos a nível do solo, sujeito obstáculos. Com isso o sinal vai se degradando a medida que um rádio se afasta do outro.

O Grupo CDC, que tem como especialidade a rádio comunicação, fornece os melhores serviços que vão da locação de rádio comunicadores até a migração de aparelhos analógicos para digitais.

Agora que sabe melhor sobre algumas soluções para uma ótima transmissão de rádio, que tal dar uma olhada no site ou tirar dúvidas com nossos atendentes?