O que é a radiocomunicação?

HomeGrupo CDCO que é a radiocomunicação?
Post Image

Já ouviu falar sobre a radiocomunicação, mas não conseguiu compreender exatamente como esse tipo de tecnologia funciona? Não se preocupe, pois, reunimos neste artigo, diversas informações relevantes sobre esse assunto.

Acompanhe os tópicos a seguir com atenção e entenda tudo que sempre quis saber sobre o assunto. Boa leitura!

Afinal, o que é a radiocomunicação?

De forma geral, a radiocomunicação é um recurso tecnológico usado com o objetivo de possibilitar comunicação mediada pela transcepção de dados anteriormente codificados em sinal eletromagnético que se difunde por meio do espaço.

Em outras palavras, é um sistema bem modernizado de transmissão de voz que recorre às ondas eletromagnéticas captadas através de um receptor, consequentemente, possibilita que haja comunicação nos dois sentidos, portanto, os dois aparelhos conseguem receber e passar diferentes informações.

Ao decorrer do tempo, os avanços tecnológicos possibilitam um desenvolvimento bem mais solene naquilo que concerne esses aparelhos de radiocomunicação.

Entenda que o funcionamento da radiocomunicação se dá através de estações. A estação de radiocomunicação é o processo usado para a realização de contatos à distância a meio de duas estações e, substancialmente, é constituída por:

  • Transcepção (transmissor-receptor de radiocomunicação);
  • Antena;
  • Linha de transmissão.

O nome atribuído a esse conjunto é sistema irradiante.

Compreenda que normalmente os sistemas de radiocomunicação comuns são constituídos por dois elementos básicos:

  1. Transmissor;
  2. Receptor.

Quer entender melhor sobre esses componentes? Prossiga!

1. Transmissor

Primeiramente, saiba que o transmissor é um elemento composto por alguns componentes, tais como:

  • Gerador de oscilação: responsável por converter a corrente de eletricidade em oscilações de uma frequência de rádio definida;
  • Transdutor: é o que converte a informação que precisa ser transmitida em impulsos elétricos correspondentes a cada valor;
  • Modulador: tem a missão de manipular as variações conforme a intensidade de frequência ou oscilação da onda que é portadora, sendo executada em nível alto ou baixo.

No momento em que a amplitude da onda portadora varia de acordo com as alterações da intensidade e da frequência de um sinal sonoro, chama-se modulação AM.

Enquanto isso, quando há variação da frequência da onda portadora dentro de um nível que já tenha sido estabelecido a um ritmo similar à frequência de um sinal sonoro, daí o nome atribuído é modulação FM.

2. Receptor

Já esse elemento possui como componentes principais os seguintes itens:

  • Amplificadores: responsáveis por ampliar a profundidade de oscilações;
  • Antena: cujo objetivo é pegar ondas eletromagnéticas e fazer a conversão em oscilação elétrica;
  • Equipamentos para demodulação;
  • Alto-falante para realizar a conversão dos impulsos em ondas sonoras.

Está gostando desse artigo? Não deixe de entrar em contato conosco!

A importância da radiocomunicação no setor corporativo

Atualmente, a evolução da tecnologia é algo que marca constante presença em várias sociedades e é algo que agrega muito valor, principalmente na realização de diferentes tarefas de uma organização.

O desenvolvimento tecnológico é algo que simplifica a forma de trabalho e proporciona mais produtividade.

A tecnologia é interessante, uma vez que torna possível criar coisas simples para o dia a dia, assim como também recursos complexos para alguns ramos de profissionais. Desse modo, a radiocomunicação acaba sendo um dos aspectos mais importantes para o setor corporativo, dado que é uma ferramenta que ajuda na comunicação eficiente e ágil entre diferentes áreas e colaboradores, assegurando o excelente desempenho na execução das tarefas.

Saiba que esse sistema é um recurso tecnológico essencial, já que possibilita a troca de informações entre indivíduos que estão afastados de forma física.

É interessante salientar que a radiocomunicação é um sistema de se comunicar que vale a pena para vários setores do universo empresarial, tais como os segmentos a seguir:

  • Elétrico;
  • Industrial;
  • Segurança;
  • Agronegócio;
  • Florestal;
  • Logística.

Quer saber quais são os benefícios da radiocomunicação? Continue acompanhando o artigo.

Quais são os principais benefícios da radiocomunicação?

O empreendimento que abraça as funções da radiocomunicação na execução de seus processos acaba agregando um recurso de comunicação valioso para operar como ferramenta de trabalho.

É essencial entender que o investimento em rádios comunicadores vai possibilitar que qualquer operação seja realizada de forma unificada, afinal, é recurso que consegue interligar vários colaboradores e departamentos.

Nesse sentido, é primordial recordar que a agilidade em se comunicar pode resultar em ganhos gigantescos para a empresa, uma vez que o compartilhamento de dados é instantâneo, pois, o funcionário não vai precisar sair do seu ambiente de trabalho e ir até outro colaborador que precisa falar algo.

Ademais, a comunicação é muito mais eficiente, já que os contatos são bem rápidos e práticos, se voltando naquilo que de fato precisa ser executado.

Também é importante falar que os rádios comunicadores são equipamentos cujo tamanho é pequeno e a acomodação é bem fácil, assim como a sua utilização, logo, não é necessário que haja um ambiente físico dentro do empreendimento para acomodar o objeto.

Saiba que os colaboradores vão aprender rapidamente como utilizar esses equipamentos. Não há necessidade de treinamento intenso e longo, afinal, as instruções de uso não são complicadas.

Acompanhe os pontos abaixo para entender os principais benefícios em investir nesse método de comunicação em qualquer empresa:

  1. Aprimoramento da maneira de organização das equipes e dos procedimentos fazendo com que as execuções das atividades sejam bem seguras;
  2. Ampliação da produtividade;
  3. Comunicação e compartilhamento de dados sem que haja algum tipo de interferência ou falha;
  4. Integração ampla de todos os funcionários e equipes;
  5. Otimização das escolhas que precisam ser feitas;
  6. Recurso que não é tarifado e pode ser usado sem nenhuma restrição.

Por quais motivos é importante implantar a radiocomunicação em uma organização?

Primeiramente, entenda que a utilização de rádios comunicadores é uma tendência de uso e qualquer organização que não implemente esse recurso acabará perdendo para a concorrência quando o assunto é ser rápido e eficiente em comunicação.

Outro motivo, é que o alcance acaba sendo muito alto, os empreendimentos que fazem a implantação em amplos ambientes físicos, como em um hipermercado, podem aproveitar o dispositivo sem que haja eventuais problemas, dado que, até mesmo, o colaborador mais afastado vai estar disponível para entrar em contato com as mensagens.

Uma ótima razão para aderir à radiocomunicação é devido ao seu custo, pois, é uma opção barata e eficiente de se comunicar e é permitido aplicar a melhor maneira de sistema para o empreendimento, deixando de lado gastos que não são necessários com dispositivos ineficazes.

Gostou desse conteúdo? Aproveite e entre em contato conosco, caso tenha restado alguma dúvida.